Orquestra de Ouro Preto apresenta The Beatles em Cocais

Foto da apresentação da orquestra em Cocais
O concerto “The Beatles” da Orquestra Ouro Preto, apresentou-se sexta-feira, dia 15 de setembro, na capela de Santana (onde está sepultado o barão de Cocais), na vila Colonial de Cocais, em Barão de Cocais. A entrada foi gratuita, com as senhas distribuídas uma hora antes da apresentação, no local, com o patrocínio da Vale e da Prefeitura de Barão de Cocais, através da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo.

O concerto faz parte da turnê estadual da orquestra, ligada à Universidade Federal de Ouro Preto (Ufop), que prevê apresentações também em Nova Linha, Itabira, São Gonçalo do Rio Abaixo e Brumadinho.. Dialogando universos da música erudita e popular, o concerto propõe uma viagem sonora pela obra do quarteto de Liverpool (The Beatles) a partir de uma combinação inusitada; a união em um mesmo palco de uma orquestra de cordas e uma banda de rock.

Apresentação da Orquestra em Cocais (Crédito: Prefeitura de Barão de Cocais)

A produção abrange todo o período da produção artística dos Beatles de grandes sucessos que há muito fazem parte do imaginário coletivo e as canções menos conhecidas do grande público em arranjos inéditos, assinados pelo jovem violonista Mateus Freire e sob a regência do maestro Rodrigo Toffolo.

Foram destaques na apresentação na capela de Santana, em Cocais, as músicas Day Tripper, In My Life, Penny Lane, Because, Something, With a Litle Help From My Friends -esta última, colocando em cena a versão beatle, junto a do célebre arranjo de Leon Russel, eternizada por Joe Cocker, em Woodstock, celebrado festival de rock na década de 1960.

Sucesso de público e crítica, o espetáculo alcançou aproximadamente uma centena de apresentações no Brasil e participação na International Beatle Week, em Liverpool, no ano de 2012, em três elogiados concertos, tornando-se a primeira orquestra do mundo a participar do tradicional evento destinado a beatlemaníacos de todo o mundo.

A Vila Colonial de Cocais foi agraciada com este concerto, que teve lotação esgotada na capela de Santana, privativa da família Pinto Coelho, pertencente ao barão de Cocais e frequentada por nobres e reinóis da vila de Cocais nos séculos XV III e XIX.
*Leonel Marques

Comentário

Comentários estão fechados

....

Veja também: