Desembargadores negam habeas corpus ao ex-presidente da Câmara de Santa Bárbara

Os desembargadores da 5ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), negaram liminar com pedido de habeas corpus para o ex-presidente da Câmara Municipal de Santa Bárbara, advogado Frederico Magalhães Ferreira “Fred”, que está preso há dois meses na Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem.

A defesa do ex-vereador Fred, obteve um voto favorável à concessão da prisão domiciliar, que foi dado pelo desembargador Alexandre Vítor de Carvalho, mas os desembargadores Júlio Lorens e Eduardo Machado, que é relator do processo, votaram contra o pedido da liminar.

Segundo o presidente da OAB/Santa Bárbara, Hemerson Menezes Camilo, que acompanhou o julgamento no TJMG, em Belo Horizonte, semana passada, a advogada de Fred Magalhães deve entrar com pedido de liminar no Superior Tribunal de Justiça (STJ), em Brasília (DF). Também recorreram ao STJ as defesas dos vereador Ermelindo Francisco Ferreira, Juarez Carlos Camilo (atual presidente da Câmara), Luís Fernando Hosken Fonseca e o ex-presidente da Câmara, José Ladislau “Dedé” Ramos, o empresário Nadson Geraldo Arcanjo, William da Silva Mota (servidor da Câmara), que continuam no presídio de Barão de Cocais, e o empresário Philipe Lima Moreira, que ainda é considerado foragido da Justiça.
*Leonel Marques

Comentário

Comentários estão fechados

....

Veja também: