Barão de Cocais pleiteia asfaltamento da estrada de Barão a Caeté

O prefeito de Barão de Cocais, empresário e odontólogo Décio Geraldo dos Santos, o vereador Leonei Morais Pires, presidente da Câmara Municipal, e o vereador Lúcio Bonifácio Pastor, secretário do Legislativo cocaiense, tiveram reunião de Belo horizonte, com o superintendente do Ibama em Minas Gerais, Marcelo Belizário Campos, para tratar da liberação da licença ambiental referente a pavimentação da MGC 262, estrada que liga Barão de Cocais a Caeté. As autoridades cocaienses foram acompanhadas pelo ex-deputado federal Virgílio Guimarães.

Marcos Belizário deu explicação sobre o processo de licenciamento da obra e informou que o Ibama está aguardando somente um parecer da Superintendência de Projetos Prioritários (Suppri), órgão vinculado à Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento sustentável, referente às espécies animais e vegetais que existem na área afetada pela obra de asfaltamento.

O prefeito Décio dos Santos e os vereadores decidiram agendar uma reunião na Suppri para tentar agilizar a tramitação do processo da obra que é considerada por eles como estratégica para o desenvolvimento econômico de Barão de Cocais e Caeté.

A licitação para asfaltamento dos 24,6km de extensão da MGC-262 e do contorno de Barão de Cocais, que tem 3,9km, começou em 2012 e a obra ainda não foi iniciada. A previsão, há cinco anos, era de um custo de R$ 53 milhões para a pavimentação que estava incluída no programa Caminhos de Minas, do então governador Antônio Anastasia. Naquela época, o então coordenador do DER-MG, Alvaro Goulart, apontava que a rodovia Barão de Cocais a Caeté, após a pavimentação, seria uma alternativa à BR-381 (antiga BR-262, para o acesso a Belo Horizonte.
*Leonel Marques

Comentário

Comentários estão fechados

....

Veja também: