Dez nações de Maracatus de Baque Virado reverenciam seus ancestrais, nesta segunda-feira (17.02), às 20h, na 19ª Noite para os Tambores Silenciosos de Olinda. A concentração será na Praça da Matriz de São Pedro, no Sítio Histórico, de onde os grupos sairão em cortejo, passando pelos Quatro Cantos, Amparo até a Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos, local da celebração. A cerimônia nasceu a partir das obrigações religiosas dos maracatus de Olinda, com o objetivo de saudar e pedir proteção aos orixás antes da folia de Momo. A realização é da Associação de Maracatus de Olinda (AMO), com apoio da Prefeitura de Olinda e do Governo de Pernambuco.

A comunidade da Xambá completa 90 anos e será a homenageada da celebração. Pela primeira vez, por decisão da AMO, o babalorixá Ivanildo de Oxóssi, que também é o Mestre do Maracatu Estrela de Olinda, será o responsável por conduzir a louvação aos antepassados (eguns). A cerimônia é o ápice do encontro e ocorre à meia-noite. É o momento em que todos os maracatus rufam suas alfaias em homenagem aos que ajudaram a carregar essa tradição.

Desfilarão pelas ladeiras os maracatus: Leão Coroado; Nação Camaleão; Nação Badia; Nação Pernambuco; Nação de Luanda; Nação Maracambuco; Nação Estrela de Olinda, Nação Tigre; Nação do Reis Malunguinho e Sol Brilhante.