A Prefeitura de Barão de Cocais, através da Secretaria Municipal de Cultural e Turismo, está participando durante o mês de agosto da 6ª Jornada do Patrimônio Cultural de Minas Gerais, com o tema “Outros Olhares Sobre o Patrimônio Cultural”.
O evento começou em Barão de Cocais nos dias 11 e 12 de agosto, com excursão às ruínas históricas de Gongo Sôco, de propriedade da Fazenda Gongo Sôco, do empresário itabirano Franklin Bethonico. Os visitantes, em sua maioria estudantes das escolas municipais, conheceram a antiga mina de ouro do Gongo, que pertenceu ao capitão-mór João Batista Ferreira de Souza Coutinho, o barão de Catas Altas, ex-presidente da Câmara Municipal de Caeté, que vendeu a sua propriedade para os ingleses de Cornualha, da empresa britânica Imperial Brazilian Gold Mine Association (1826-1856). Hoje existem as ruínas históricas deixadas pelo barão de Catas Altas e pelos ingleses, como o hospital, a igreja anglicana e católica, pontes de pedra, casario de pedras, Arco do Trunfo (por onde passaram os imperadores dom Pedro I, em 1831, e dom Pedro II, em 1881), o palácio do barão também imortalizado em foto e o cemitério dos ingleses. A Fazenda do Gongo Sôco é propriedade particular e as visitas tem que ser agendadas previamente.
No dia 15 de agosto foi a vez da centenária Banda de Música Santa Cecília, patrimônio cultural imaterial de Barão de Cocais, que realizou um concerto nas escolas municipais Maria da Glória Tavares Chamongé e Cel Câncio (Escola Municipal Monsenhor Gerardo Magela) e no Centro Educacional Beldani, no bairro da Viúva.
Nesta quinta-feira, dia 17, das 18h às 21h, na praça Nossa Senhora Aparecida, haverá Encontro de Capoeiristas da Associação Corpo & Mente em movimento e Meninos da Luz. Nos dias 24 e 25 de agosto, às 8h, visita guiada ao centro histórico da Vila Colonial de Cocais e ao sítio arqueológico da Pedra Pintada, com suas pinturas rupestres parietais que datam de aproximadamente seis mil anos antes de Cristo e visitado por turistas brasileiros e estrangeiros. Essas ações, promovidas pela Secretaria de Cultura e Turismo de Barão de Cocais, serão pontuadas no ICMS Cultural feito pelo Iepha-MG.
Neste ano, aproximadamente 640 municípios mineiros participam da Jornada, que integra as comemorações do Dia do Patrimônio (17 de agosto).
*Leonel Marques

Comentário