oto decorativa, mulher ao teelfone

O Brasil registrou 228,39 milhões de linhas móveis em operação em junho de 2019, redução de 6,69 milhões de unidades (-2,84%) nos últimos 12 meses segundo números divulgados pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Na comparação com o mês de maio de 2019, a redução foi de 250,23 mil linhas (-0,11%).

As quatro maiores operadoras da telefonia móvel responderam por 97,49% do mercado em junho de 2019. A Vivo teve a maior participação no total com 73,74 milhões (32,29%), seguida da Claro com 56,43 milhões (24,71%), Tim com 54,97 milhões (24,07%) e Oi com 37,51 milhões (16,43%). Nos últimos 12 meses, todas apresentaram redução no volume de linhas móveis, Vivo menos 1,52 milhões (-2,02%), Claro menos 2,58 milhões (-4,37%), TIM menos 1,58 milhões (-2,80%) e Oi menos 1,35 milhões (-3,47%). Com exceção da Vivo, que registrou aumento de 53,34 mil linhas móveis (+0,07%) entre maio e junho de 2019, as demais reduziram a participação de mercado: Claro menos 49,37 mil (-0,09%), Tim menos 336,64 mil (-0,61%) e Oi menos 50,31 mil (-0,13%).

Na telefonia móvel, entre as prestadoras de pequeno porte, a Nextel registrou 3,49 milhões de linhas (1,53% do mercado) e a Datora totalizou 450,12 mil (0,20%) em junho de 2019. Ambas apresentaram crescimento nos últimos 12 meses, mais 415,49 mil linhas (+13,51%) e mais 204,34 mil (+83,14%) respectivamente, e na variação entre maio e junho, mais 12,31 mil (+0,35%) e mais 11,38 mil (+2,59%).