Foto de encenação da cavalhada
A tradicional Festa de Santo Amaro, padroeiro de Brumal, distrito de Santa Bárbara e distante seis quilômetros do centro urbano de Barão de Cocais, realiza a sua tradicional Cavalhada -encenação ao ar livre, no Largo de Brumal, da guerra entre os mouros e cristãos da Idade média. A festa começou com novena e missa na tricentenária Matriz de Santo Amaro (1727), no dia 23 de junho e vai até o dia 02 de julho, dia do padroeiro, Santo Amaro de Brumal, promovida pelo Curato Nossa Senhora das Graças, pertencente à paróquia São João Batista, em Barão de Cocais.

Comunidades do curato e povoados e cidades vizinhas, participam do evento durante os festejos de Santo Amaro, reunindo-se nas barraquinhas montadas no Largo de Brumal. No dia 24 de junho realizaram uma carreata de Santo Amaro e no dia 1º de julho haverá missa em homenagem aos cavaleiros da 80ª Cavalhada, patrimônio histórico imaterial de Santa Bárbara. No dia 02 de julho, às 6h, repicar dos sinos da Matriz de Santo Amaro, onde às 9h haverá missa animada pelos jovens do curato Nossa Senhora das Graças. Às 14h, procissão com a imagem bicentenária de madeira de lei do santo padroeiro, Santo Amaro, pelas ruas de Brumal, acompanhada pela Banda de Música Santa Cecília, de Barão de Cocais. Às 15h, será celebrada missa solene pelos padres do Caraça, responsáveis pelo Curato Nossa Senhora das Graças.

Durante os dias de novena, na sexta-feira, dia 30, haverá show com a Banda Auê, às 22h. No sábado, dia 1º, às 8h da manhã, corrida de bicicletas Pedal Solidário e, às noite, às 23h, show com a dupla Milionário e Marciano Lendas. No domingo, dia 2, às 6h, alvorada e queima de fogos. Às 16h30, coroação do Rei e Rainha da Cavalhada e, logo a seguir, a realização da tradicional Cavalhada de Brumal, sob o espetáculo pirotécnico a cargo de Elmo Castro. No encerramento, terá show com o conjunto Boteco do Leo.
A festa de Santo Amaro é promovida todos os anos pela Associação Comunitária de Brumal, Curato de Nossa Senhora das Graças e Prefeitura de Santa Bárbara.
*Leonel Marques
Saiba mais sobre a cavalhada de Brumal

Comentário