A Câmara Municipal de Barão de Cocais, presidida pelo vereador Leonei Morais Pires, concederá um diploma de Moção de Congratulações a dona Oswaldina dos Santos Ângelo (dona Naná) pela comemoração de seu aniversário natalício nesta quarta-feira, dia 11 de julho, quando completará 100 anos de idade, lúcida, ativa e boa de prosa. A homenagem será realizada nesta quinta-feira, dia 12, durante a reunião ordinária, que apreciará o projeto de Moção de Congratulações de autoria da vereadora Marisa Lopes, que fez a indicação apoiada pelos seus colegas vereadores.

No sábado, dia 14, na sede campestre do Jabaquara, os filhos de dona Naná, promovem um jantar de confraternização. Na ocasião, às 18h, o diácono José Apolinário dos Santos Filho, fará uma celebração e na homilia lembrará que a homenageada foi sua colega de trabalho no Armazém Amable Perez, do comerciante espanhol Amable Perez Rodrigues, um dos empresários mais ricos da região do Caraça, na sua época. Dona Naná, como é conhecida, nasceu no dia 11 de julho de 1918, na cidade vizinha, de Santa Bárbara, onde estudou até a quarta série do ensino fundamental. O seu pai, Vicente Teixeira dos Santos, era fiscal da Prefeitura de Santa Bárbara e depois trabalhou em várias cidades, vindo a residir em Barão de Cocais. Ele se casou três vezes, mas dona Naná é filha da dona de casa Maria Francisca dos Santos, do primeiro casamento. Foram seus irmãos: Alípio, Neném, Nadir, Chiquito, Antônia e Lúcia. Do segundo casamento, teve dois irmãos: Neusa e Vicentinho, filhos de Iracema Santos. No terceiro enlace, não teve filhos com Fia. A irmã Nadir, casou-se com o jovem fazendeiro Raymundo dos Santos Motta, então com 17 anos de idade e que viria anos mais tarde, ser eleito vereador e reeleito duas vezes prefeito de Bom Jesus do Amparo. Dona Naná deixou a profissão de vendedora no Armazém Amable Perez, para se casar em 1946 com o metalúrgico da CBUM-Gerdau, José Henrique Ângelo (Nonô Moreno) que teve os seguintes filho, todos vivos: Auxiliadora, Wagner, Charles, Walter, Oswaldina e Roberto, que reunirá os amigos de dona Naná no jantar de confraternização na sede do Jabaquara, dia 14 de julho, exatamente no clube onde a homenageada, frequentava as horas dançantes de sábado e domingo, do clube vermelho e branco, o Jabaquara, time de predileção de dona Naná Ângelo, mulher mais idosa de Barão de Cocais.
*Leonel Marques

Comentário