Com duração de 40 minutos, o programa “Fortes na Fé” do apresentador Irmão Viveiros, o redentorista missionário Irmão Clemente (Waldemar Úrsula de Jesus, foi entrevistado na TV Aparecida, nos jardins do Santuário Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, em São João da Boa Vista, onde ele reside atualmente. Antes, ele trabalhou por treze anos no Santuário da Aparecida do Norte, em Aparecida do Norte (SP), onde era embaixador dos cocaienses e da região do Caraça, recebendo devotos da santa milagrosa que visitam o santuário, provenientes de todo o Brasil. A equipe da TV Aparecida foi a São João da Boa Vista e entrevistou o Irmão Clemente, 84 anos de idade, no último sábado, dia 21 de julho, no programa “Fortes na Fé”, que foi ao ar, com atraso de dez minutos, as 16h55, todos os sábados.
Sentados no banco, mostrando o jardim ao fundo , o Irmão Clemente respondeu todas as perguntas do apresentador Irmão Viveiros, com uma prodigiosa memória, lembrando das datas (dia, mês e ano) de sua vida em Barão de Cocais, Itabira, Santuário da Aparecida, Araraquara (SP), onde permaneceu por algum tempo e em São João da Boa Vista, onde atua como sacristão do santuário e cuidando da horta como terapia. O programa de entrevista do Irmão Clemente foi intercalado com apresentação de imagens sobre o seu Jubileu de Ouro (50 ano) de votos de vida religiosa, comemorado no Santuário da Aparecida e na sua terra natal adotiva (ele é de Itabira), em Barão de Cocais, onde foi celebrada missa solene pelo arcebispo de Diamantina (MG), dom Darci José NIcioli, juntamente com os confrades do Irmão Clemente, que vieram da Aparecida e São João da Boa Vista, ente eles o Irmão Viveiros, que foi o mestre de cerimônias durante a missa festiva em Barão de Cocais.
Foi mostrado a solenidade em que Irmão Clemente recebeu o diploma de “Moção de Aplausos” pelo seu Jubileu de Ouro, outorgado pela Câmara Municipal de Barão de Cocais, presidida pelo vereador Leonei Pires, e a missa concelebrada na igreja de Nossa Senhora Perpétuo Socorro, pelo padre redentorista Baptistine e o pároco da paróquia São João Batista, padre José Antônio de Oliveira, quando Irmão Clemente fez a entronização do ícone Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, trazido de Roma (Itália) por deferença do arcebispo de Diamantina, dom Darci José Nicioli. Irmão Clemente também introduziu na igreja, a novena da santa, rezada todas as sextas-feiras pelos membros dos Filhos de Maria. Na ocasião ele agradeceu as homenagens recebidas em Barão de Cocais e, no programa TV Aparecida, ele citou duas famílias cocaienses que o acolheu na cidade como a de metalúrgico e alfaiate (profissão que Irmão Clemente atuara) José Perpétuo de Lima “Zeca Perpétuo” e do empresário Virgílio Henrique Pena, que coordenou as festividades em Barão de Cocais, para o homenageado que não esquece dos amigos.
Leonel Marques

Comentário