CPI decide antecipar depoimento de governador do Amazonas

  

Foto de Omar Aziz

Omar Aziz (MDB-AM) preside a CPI


O presidente da CPI da Pandemia, senador Omar Aziz (PSD-AM), decidiu antecipar o depoimento do governador do Amazonas, Wilson Lima, para 10 de junho. O depoimento dele estava previsto somente para o fim do mês, no dia 29. 

O pedido para a troca partiu do senador Marcos Rogério (DEM-RO), que informou, na abertura da reunião da comissão nesta quarta-feira (2), que a Polícia Federal fez uma grande operação de combate a desvios de verbas públicas no estado. 

— Diante da urgência do dia no Amazonas e face à urgência e à gravidade da situação, peço ao presidente que comunique o governador e o convoque para estar aqui na próxima semana — afirmou o parlamentar.

Marcos Rogério destacou ainda que a operação está apurando justamente roubo de dinheiro no combate à pandemia de covid-19, o que evidencia a urgência da situação. 

— Não sei se temos algo com urgência maior do que essa para garantir uma convocação antecipada. Penso que estamos diante de uma situação grave e que demonstraria à comissão e ao Brasil a necessidade de apuração dos fatos, com diligência e cautela, em busca da verdade — acrescentou. 

Agenda
Mais cedo, nas redes sociais, o presidente Omar Aziz havia divulgado um calendário com as próximas testemunhas a serem ouvidas pela comissão. No dia 10 de junho, estava prevista a ida do palestrante motivacional e especialista em marketing  Marcos Geraldo Arnoud Marques, o Markinhos Show, assessor especial do Ministério da Saúde. 

Os nomes e as datas ainda não foram confirmados na página oficial do colegiado. Conforme a tabela do parlamentar, a CPI passará a ouvir testemunhas também às sextas-feiras.