Emater-MG alerta produtores para o frio e formação de geadas no estado

  

Foto ilustrativa
A Emater de Minas Gerais informou que realizou um levantamento emergencial dos danos sofridos pelas lavouras de café, causados pela geada da última semana. Dos municípios que participaram da pesquisa, 77,8% ficam no Sul de Minas e 21% estão localizados no Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba.

De acordo com o relatório, estima-se que a geada afetou, aproximadamente, 156,3 mil hectares, o que corresponde a 17,2% da área ocupada com cafeicultura na região abrangida pelo levantamento. Os técnicos da Emater em todos os municípios afetados pelas baixas temperaturas estão orientando e auxiliando os produtores rurais para lidar com os impactos negativos das geadas, sobretudo para produtores cuja atividade possui financiamento bancário, acompanhado de seguros em caso de intempéries climáticas. O levantamento realizado pela Emater-MG mostra que cerca de 9,5 mil produtores tiveram áreas de cafeicultura atingidas pela geada. E aproximadamente a metade desses cafeicultores precisará recorrer a crédito ou seguro rural para fazer frente aos danos constatados.

O diretor-presidente da Emater de Minas Gerais, Otávio Maia, informou que a empresa está unida aos demais órgãos e entidades vinculadas à agricultura, nos esforços em busca de suporte a todos os produtores rurais. A Emater-MG está realizando um levantamento mais aprofundado do impacto das geadas nas lavouras, principalmente de café. Nesta terça-feira, dia 27 de julho, foram iniciadas também pesquisas sobre os prejuízos em outras culturas, como hortaliças e frutas.

Novas geadas
De acordo com a Emater/MG, os produtores rurais de Minas devem se preparar para uma nova onda de baixas temperaturas e formação de geadas a partir desta quarta-feira (28/7). A informação é do Sistema de Meteorologia e Recursos Hídricos de Minas Gerais (SIMGE), do Instituto Mineiro de Gestão das Águas (IGAM). De acordo com o alerta, a onda de frio intenso afetará com mais intensidade as mesorregiões do Sul de Minas, Triângulo Mineiro, centro/sul das regiões Central e Metropolitana, Oeste, Campo das Vertentes e Zona da Mata.

A previsão é que 541 municípios mineiros registrem de 10ºC até temperaturas negativas, com formação de geadas moderadas a fortes. Os modelos meteorológicos de previsão de tempo apontam para a ocorrência de temperaturas negativas de forma generalizada no Sul de Minas e Campo das Vertentes nas madrugadas dos dias 30 e 31 julho, o que deverá provocar geada de média a forte intensidade nessas mesorregiões.

“Geada também deverá ser observada em áreas do Triângulo Mineiro, sul da região Noroeste e Central, entre os dias 29 e 31 de julho. O dia 29 encontra-se como o mais seco dentro do período proposto deste aviso, aumentando a amplitude térmica e fazendo com que a madrugada posterior (30/07) seja a mais fria, com mínimas devendo marcar abaixo dos 7°C na mesorregião Metropolitana, inclusive na capital Belo Horizonte e Região Metropolitana”, informa o alerta meteorológico do Simge.