H2>No long, juiz ameaçado foi obrigado amorar dentro do fórum

Será lançado nesta quinta, 26 de setembro, em Belo Horizonte, o longa-metragem ‘Foro Íntimo’, filmado integralmente no Fórum Lafayette, na capital mineira. A obra rodou o mundo e conquistou dez prêmios, sendo quatro deles como melhor filme.

O diretor e roteirista Ricardo Mehedff, que participa do lançamento, disse que a produção o levou a lugares que ele não imaginava. Além de Argentina, Portugal e Inglaterra, o filme concorreu em mais de 30 festivais de 20 países diferentes, como Colômbia, Irã e Índia.

A motivação para o roteiro, escrito por ele e Guilherme Lessa, começou quando Ricardo, no final de 2012, leu sobre a história do juiz criminal Odilon de Oliveira, do Estado do Mato Grosso, que julgava casos de narcotráfico e foi obrigado a se afastar da família e morar dentro do fórum por seis meses, devido às ameaças que começou a sofrer.

Ele considerou irônica a situação do juiz, que tinha a função de julgar e por vezes condenar alguém à prisão, mas estava vivendo preso no fórum.

A partir dessa história, ele iniciou uma pesquisa e conheceu outros casos semelhantes, o que o levou a querer compreender o sistema judiciário no Brasil e a rotina desses profissionais do Direito, que têm a função de julgar e, muitas vezes, lidam com criminosos considerados perigosos.

O diretor do filme, Ricardo Mehedff, disse que o próprio Fórum Lafayette se tornou um personagem de sua obra .

Em Belo Horizonte, cidade onde reside, procurou o Fórum Lafayette e recebeu o apoio do então juiz diretor do foro, Cássio Azevedo Fontenelle. Lá, entrevistou juízes e conheceu servidores e setores do fórum.

Durante as pesquisas, o contato mais próximo com o prédio, seus corredores e salas, inspirou a construção de outro personagem para o filme, o próprio Fórum Lafayette.

Antes, o roteiro previa outras locações, mas, aliada à questão orçamentária, a arquitetura do prédio influenciou na decisão de rodar o filme inteiramente dentro do fórum, o que ocorreu durante três semanas entre 2015 e 2016, aproveitando o recesso forense. O período foi considerado recorde para longa-metragens, segundo o diretor Ricardo Mehedff.

O diretor aproveitou as formas do edifício, as cores cinza do concreto, o formato de caixa e os imensos corredores, que contribuíram, na avaliação dele, para a sensação de claustrofobia desejada para o roteiro.

Como agradecimento, em junho de 2017, na gestão do juiz diretor do foro Marcelo Fioravante, Ricardo Mehedff ofereceu uma pré-estreia para magistrados e servidores da capital, em exibição realizada no projeto Cine Fórum do Espaço Cultural Fórum Lafayette.

O filme
‘Foro Íntimo’ foi concebido para enfatizar a tensão psicológica vivida pelo protagonista, o magistrado interpretado pelo ator Gustavo Werneck, levando o espectador a ter a mesma sensação que o personagem.
O diretor conta que, observando a reação dos espectadores que assistem ao filme, percebe que quase sempre parecem incomodados, nunca relaxados, como o estado psicológico da personagem principal.
E acredita que ainda houve espaço na obra para discutir o sistema judiciário brasileiro e a função dos juízes nele.
Com um ritmo propositalmente cadenciado, que começa lento e vai crescendo até o desfecho, o filme não foi construído com o propósito de ser um blockbuster e obter grande bilheteria, como afirma o diretor.
‘Foro Íntimo’ estreia nas salas de cinema comerciais nesta quinta-feira, 26 de setembro. Em Belo Horizonte no Cine Belas Artes, e nas principais capitais do país Rio de janeiro, São Paulo, Curitiba, Porto Alegre, Brasília, Salvador, Fortaleza ?, seguindo depois para outras cidades.