Boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde (SES), publicado nesta quarta-feira, dia 17, registra 22 casos confirmados de febre amarela em Minas Gerais, sendo que 15 deles evoluíram para óbito. Outros sete evoluíram para cura ou estão internados. Os dados são do atual período de apuração, julho/2017 a junho/2018.

Nova Lima, na região metropolitana de BH, ainda aparece como a cidade com o maior número de óbitos pela doença em Minas Gerais, com cinco mortes. Em seguida aparece Mariana com dois óbitos. Registraram uma morte cada as cidades de Belo Horizonte, Brumadinho, Caeté, Rio Acima, Carmo da Mata, Goianá, Mar de Espanha e Barra Longa.

Estão confirmados 22 casos de Febre Amarela no estado e outros 46 casos continuam em investigação nos municípios de Barra Longa (1), Belo Horizonte (4), Brumadinho (4), Caeté (2), Carmo da Mata (1), Carmo do Parnaíba (1), Estrela do Indaiá (1), Itatiaiuçu (1), Itaúna (2), Juiz de Fora (1), Mariana (9), Nova Lima (3), Piranga (1), Poço Fundo (1), Ponte Nova (1), Porto Firme (3), Rio Acima (1), Sabará (2), Santa Bárbara (2), Santa Luzia (1), Santa Rita de Minas (1), São Gonçalo do Rio Abaixo (1), Teófilo Otoni (1) e Viçosa (1). Foram descartados 40 casos suspeitos no período.

Do total de 22 casos confirmados, 21 (95,5%) são do sexo masculino e 01 (4,5%) do sexo feminino. Todos os casos, de acordo com a Secretaria de Estado de Saúde, foram confirmados laboratorialmente. Até o momento, não há relato de vacinação para a Febre Amarela entre os casos confirmados.

Comentário

Categorias: Geral