Homens são, no entanto, maioria dos inadimplentes no país/

 

Imagem ilustrativa
A inadimplência ficou estável em agosto de 2019, permanecendo em 63,4 milhões. O número representa 40,6% da população adulta do país. Na visão por gênero, os homens são a maior parte (50,8%), devendo mais para o segmento de Bancos e Cartão. Já elas (49,2%) têm mais dívidas atrasadas em Utilities – contas de água, luz e gás. No geral, a inadimplência teve variação de quase 3% com relação ao mesmo mês do ano anterior. Segundo o economista da Serasa Experian, Luiz Rabi, o mito de que mulheres devem mais não existe. “Podemos falar que hoje os gêneros estão em pé de igualdade, ambos impactados fortemente pelo desemprego no país. Apesar disso, os dados indicam uma estabilidade no número nos últimos meses, um sinal de alívio para a economia do país”.
Gráfico por sexo
Homens devem mais para o setor financeiro A representatividade da soma de Bancos e Cartões e Financeiras é maior no montante de dívidas atrasadas dos homens (40%) do que nas mulheres (37,3%). Elas têm mais contas negativadas em Utilities (água, luz e gás) e Varejo. Segundo Rabi, os homens costumam assumir mais compromissos com instituições financeiras do que elas. “É mais comum que os financiamentos de veículos e imóveis, por exemplo, sejam feitos por eles. Isso se deve pela maior renda da população masculina, que acaba tendo a aprovação de crédito mais fácil do que para mulheres”.

Entre os Estados, Tocantins se destaca pela maior porcentagem de homens entre os inadimplentes (56,3%), bem acima da média nacional de 50,8%. Mato Grosso (56,1%) e Roraima (54,6%) aparecem na sequência. Já na Paraíba (53,4%), Alagoas (53,1%), Pernambuco (52,9%), Ceará (52,7%), Piauí (52,2%), Rio Grande do Norte (51,9%), Bahia (51,4%), Sergipe (50,8%), Amapá e Amazonas (ambos com 50,6%) as mulheres são maioria entre os devedores. Confira na tabela:

Negociar dívidas é saída para regularizar situação financeira e usufruir de melhores ofertas em bancos, varejistas e outras entidades. Para ajudar a população brasileira a sair da inadimplência, a Serasa Experian disponibiliza um canal digital e totalmente gratuito para que os consumidores negociem as dívidas atrasadas com os credores. O Serasa Limpa Nome pode dar descontos de até 90%, dependendo do parceiro, e tem 16,5 milhões de dívidas negativas e 16,4 milhões de não negativadas disponíveis na plataforma.