O Índice Geral de Preços – 10 (IGP-10), medido pela Fundação Getúlio Vargas, subiu 0,61%

em julho, percentual superior ao apurado em junho, quando registrou taxa de 0,49%. Com este resultado, o índice acumula alta de 4,41% no ano e de 6,23% em 12 meses. Em julho de 2018, o índice havia registrado elevação de 0,93% no mês e de 8,06% em 12 meses.

O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) voltou a subir 0,72%, a mesma taxa do mês anterior. Na análise por estágios de processamento, os preços dos Bens Finais variaram 0,01% em julho, após queda de 0,95% em junho. A principal contribuição para este resultado partiu do subgrupo alimentos in natura, cuja taxa passou de -11,36% para 3,62%. O índice relativo a Bens Finais (ex), que exclui os subgrupos alimentos in natura e combustíveis para o consumo, subiu 0,27% em julho. No mês anterior, a taxa foi de 0,25%.

1Para o cálculo do IGP-10 foram comparados os preços coletados no período de 11 de junho de 2019 a 10 de julho de 2019 (período de referência) com os preços coletados no período de 11 de maio de 2019 a 10 de junho de 2019 (período base).