O piloto cocaiense Rigor Rico, que chegou a competir nas trilhas de Ouro Preto a Barão de Cocais, foi o brasileiro melhor colocado na categoria principal -Gold-, da segunda edição do Red Bull Minas Riders. Ele terminou a prova em sétimo lugar. Setenta pilotos participaram da prova, sendo 25 deles estrangeiros. E foi o britânico Graham Jarvin que ficou em primeiro lugar e o piloto espanhol Alfredo Gomez, que foi o vencedor no ano passado, terminou em terceiro lugar. O vice foi o piloto norte-americano Cody Webb.
A prova teve o final antecipado em dois dias, devido a uma liminar judicial obtida pelo Ministério Público. Com isso, a etapa entre Barão de Cocais e Belo Horizonte e da capital mineira a Nova Lima não foram realizadas. Contaram pontos apenas o “prólogo”, que definiu a ordem de chegada em Ouro Preto e o trecho entre a antiga capital de Minas Gerais (Vila Rica de Ouro Preto) e Barão de Cocais, que foi disputada quinta e sexta-feira, antes da suspensão da prova por decisão judicial.
Foram percorridos cerca de 70km em dois dias de competição. O campeão da prova deste ano, o britânico Graham Jarvis foi o segundo lugar no ano passado na categoria principal do Red Bull Riders, ficando em primeiro lugar o piloto espanhol, Alfredo Gomez, que ficou em terceiro lugar este ano.
*Leonel Marques

Comentário