Foto ilustrativa de quitanda
Jeceaba (MG) recebe neste sábado, (31), o 1º Encontro de Quitandeiras, que será realizado na Praça Central do município.

Na pauta do Encontro está o debate sobre a importância do Ofício das Quitandeiras como bem cultural em processo de registro pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

No dia 19 de agosto, o Iphan conduziu uma roda de conversa com quitandeiras da região, em evento promovido pela Prefeitura Municipal de Jeceaba. O tema principal do encontro foi o processo de registro do Ofício das Quitandeiras como patrimônio cultural do Brasil, os objetivos e limites da política do patrimônio, bem como pesquisa preliminar que está sendo feita para subsidiar o pedido de registro. Um formulário de informações prévias sobre o ofício foi desenvolvido para realizar o mapeamento desse ofício no estado.

O início desse processo data de 2013, quando a Secretaria Municipal de Congonhas (MG) solicitou o registro e encaminhou ao Iphan. Nele, se encontram 44 declarações de anuência de quitandeiras dos municípios de Ouro Preto, Piranga, Sabará, Ouro Branco, Entre Rio de Minas, Itabirito, Jeceaba, São Brás do Suaçuí, Barão de Cocais, Lagoa Dourada, São Gonçalo do Rio Abaixo, Conselheiro Lafaiete e Belo Vale.

O que é Quitanda