Foto ilustrtiva
O índice de atividades turísticas no Brasil registrou crescimento de 2,6% em 2019. A comparação é com o ano de 2018. O resultado faz parte da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), divulgada quinta-feira (13) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). De acordo com o instituto, os setores de locação de automóveis, de hotéis e de serviços de catering, bufê e outros negócios de comida preparada foram os principais impulsionadores da expansão no ano passado.

Regionalmente, nove dos 12 locais investigados pela pesquisa registraram taxas positivas em 2019 no turismo, com destaque para São Paulo (5,1%), Ceará (4,8%), Minas Gerais (2,8%) e Rio de Janeiro (2,4%). O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, ressalta que a crescente expansão do setor ao longo de 2019 demonstra que as medidas adotadas trouxeram resultados ao país.

Outro resultado positivo foi o crescimento de 3,4% do setor durante o mês de dezembro do ano passado em relação ao mesmo período de 2018, impulsionado pelo aumento de receita das empresas de locação de automóveis e de transporte aéreo de passageiros. Em dezembro de 2019, as maiores altas foram nos estados de Minas Gerais (6%), São Paulo (5,9%) e Rio de Janeiro (3,1%). Em contrapartida, os impactos negativos mais importantes vieram de Pernambuco (-3,9%) e da Bahia (-2,1%).