Foto ilustrativa, laboratório

A diretora executiva adjunta de Parcerias do Unicef, Charlotte Petri Gornitzka, alertou que a desinformação durante períodos de crise de saúde pode espalhar paranoia, medo e estigmatização, além de atingir as pessoas pessoas mais desprotegidas ou vulneráveis ao novo coronavírus. Para ela, é necessário uma preparação, com base em evidências científicas, para que as pessoas tomem as precauções necessárias para proteger a si e as suas famílias contra a Covid-19.

Como exemplo, ela citou uma mensagem online errônea que tem circulando em vários idiomas ao redor do mundo creditando ao Unicef a informação de que evitar sorvetes e outros alimentos frios poderia ajudar a prevenir o aparecimento da doença. “Naturalmente, isso é totalmente falso”, enfatizou Charlotte Gornitzka.