Foto da sala de controla

A Oktoberfest Blumenau, que acontece de 9 a 27 de outubro, busca, ano a ano, se aperfeiçoar para dar ainda mais segurança e conforto aos visitantes. Nesta quinta-feira, dia 3, a organização, junto às entidades parceiras na garantia da segurança e limpeza da festa, promoveu uma coletiva de imprensa para falar sobre as novidades desta edição. Em 2018, nos 19 dias de Oktoberfest, 592.291 pessoas passaram pelos quatro setores do Parque Vila Germânica, conhecendo o melhor da tradição na festa mais alemã das Américas.

Entre os destaques, estão incremento e tecnologias inovadoras no monitoramento por câmeras, novo maquinário de limpeza, além de aumento no efetivo policial. O prefeito Mário Hildebrandt destaca a importância de avanços no setor.

“O objetivo é sempre aprimorar e dar mais qualidade e segurança aos que visitam e também trabalham na Oktoberfest. E o avanço na tecnologia tem nos ajudado muito nisso. Nas últimas edições os números de ocorrências caíram e isso também é fruto do investimento que tem sido feito em segurança e em tecnologia. Nosso desejo é que a comunidade e os visitantes possam aproveitar nossa festa, com a certeza de que faremos o possível e trabalharemos muito para seguir com essa qualidade”, destaca Hildebrandt.

Inovação em segurança
Neste ano a 36ª Oktoberfest Blumenau conta com parceria de peso no quesito soluções em segurança e tecnologia. A Intelbras, patrocinadora da festa, equipará as entradas, pavilhões e arredores do Parque Vila Germânica com câmeras que utilizam Inteligência Artificial e outras tecnologias inovadoras, gerenciadas pelo software Defense, como reconhecimento facial, contagem de pessoas e leitura de placas. O número de câmeras de monitoramento dobrou: de 60, a festa passará a ter 120. Os produtos, que incluem câmeras e Gravadores Inteligentes de Vídeo (SVRs), possibilitarão que os visitantes possam curtir a Oktoberfest com tranquilidade, e, sobretudo, segurança.

Efetivo policial militar
Para reforçar o efetivo, a festa receberá policiais de outras regiões. Além disso, serão usados tablets e smartphones para acesso ao PMSC Mobile (aplicativo para gerenciamento de ocorrências), Aeronaves Remotamente Pilotadas (drones), bem como câmeras acopladas à farda, registrando em áudio e vídeo os contatos entre policiais e os visitantes.