Foto do Brusque com a taça de campeão

O Brusque, de Santa Catarina, sagrou-se campeão da Série D 2019. O capítulo final competição teve casa cheia, quatro gols no tempo normal, disputa de pênaltis e festa catarinense na Arena da Amazônia, na tarde deste domingo (18)

Manaus e Brusque mais uma vez ficaram no empate em 2 a 2 durante os 90 minutos. E nas penalidades, os visitantes foram perfeitos e, com 100% de aproveitamento conquistaram o título, com seis conversões contra cinco nos pênaltis.

O duelo decisivo começou em ritmo alucinante na Arena da Amazônia. O juiz mal havia apitado o início da partida e já tinha torcedor comemorando. Aos dois minutos de jogo, Júnior Pirambu aproveitou uma sobra dentro da área para colocar o Brusque em vantagem. Mas o gol relâmpago dos visitantes não assustou Manaus, que precisou de apenas cinco minutos para empatar a partida. Panda cruzou na área, Derlan escorou e Sávio fez o desvio certeiro: 1 a 1. O duelo continuou lá e cá. Enquanto Ruan e Thiago Alagoano criaram boas chances para os catarinenses. Os donos da casa responderam pelos pés de Derlan.

Na etapa complementar, a rede demorou um pouco mais para balançar. Aos 13, veio a virada manauara. Após cobrança de escanteio, Mateus Oliveira fez a antecipação e testou firme direto para o fundo das redes: 2 a 1. Precisando do empate a todo custo, o Brusque foi para cima e, aos 36, Thiago Alagoano recolocou os catarinenses na briga. Com o empate no marcador, a decisão se encaminho para as penalidades.

Na disputa de pênalti, o Brusque foi perfeito e converteu todas as seis cobranças. Thiago Alagoano, Airton, Thiago Henriques, Gama, Vinícius e Zé Carlos estufaram as redes e garantiram o título para os catarinenses.
*Fonte: CBF